Arquivo da categoria: Uncategorized

Olhar canibal

Pegou garfo e faca.

Pimenta do reino.

Abriu o vinho e soltou de repente;

no ouvidinho da esposa:

– Eu quero te comer esta noite

Soco no estômago

 

Comia que nem um cavalo.

Só podia ter um buraco no estômago.

 Marcou a consulta para o dia seguinte.

E descobriu que tinha um buraco na boca.

Alou?

Armandinho.

Namorava fazia um bocado.

Se encheu.

Pegou no telefone.

Quis dizer mil palavras.

Disse cinco:

 – Amanhã não te mando flores.

Vício do cão.

Vendeu a mãe.

As carça e as tralha.

O corpo e a alma.

Um violão.

A coleção inacabada dos Stones.

Só pra comprar balinha de goma.

French Menu!

Por favor,

um Blanquette de veau com Cuisses de grenouilles

Mille-feuilles para sobremesa.

E um sarapatelzinho pra abrir o apetite.

Liquida tudo!

Rachou o coco.

Fez as contas.

Apertou o cinto.

Andar a pé era o diabo.

Fez o financiamento em 60 longos meses.

De um lindo bote colorido.

Onde Judas perdeu as botas

Chegou no fim do mundo.

Como ele é redondo, viu a placa de retorno.

Botas perdidas de Judas.

Um posto de pedágio.

Sem grana, ficou por lá.